Sinais de alerta dos 0 aos 6: identificar e saber intervir

 

“Intervir precocemente é estar atento a múltiplos fatores que potencialmente podem gerar alterações no desenvolvimento, é prestar atenção aos sinais de alerta, às angústias e apelos trazidos pelos pais, educadores e outros técnicos de forma a minorar e colmatar as situações quotidianas.” (Correia, Álvares & Abel, 2003, cit. in Gomes, 2008).

O desenvolvimento da criança dos 0 aos 6 anos, baseia-se na sua interacção contínua com o meio ambiente, traduzindo-se por vários estádios que nos permitem obter informações relativamente às suas capacidades e limitações em cada uma dessas idades.

Pais, profissionais de saúde, educadores e técnicos que lidam com estas crianças devem conhecer o processo de desenvolvimento básico e normal de uma criança, nos seus primeiros anos de vida, para que sejam capazes de assumir, também, a função de perceber/reconhecer os indicadores de risco que podem comprometer o percurso pessoal, social e académico das crianças em idade pré-escolar.

Neste âmbito, é fundamental a deteção precoce dos sinais de alerta, para que seja possível eliminar ou diminuir o risco de um desenvolvimento atípico e se criem condições facilitadoras de um desenvolvimento sadio nas crianças dos 0 aos 6 anos.

Pretende-se, nessa linha de pensamento, partilhar todo o tipo de atividades, oportunidades e procedimentos destinados a promover o desenvolvimento e aprendizagem da criança com deficiência ou em risco de atraso grave de desenvolvimento.

Assim sendo, convidamos Tânia Costa para connosco partilhar o seu conhecimento e experiência num encontro que ocorrerá no dia 15 de Fevereiro 2017  entre as 18:30h e as 20h:30 na Clínica da Educação em Palmela.

Objetivos

– Conhecer o alcance e os limites da deteção precoce, da prevenção e da intervenção em crianças entre os 0 e os 6 anos;

– Identificar sinais indicadores de alterações no desenvolvimento da criança dos 0 aos 6 anos;

– Programar atividades que potenciem o desenvolvimento sadio das crianças com ganhos ao nível locomotor, pessoal/social, lingagem e cognição;

 

– Inscrição apenas nesta formação – 10€
– PROMOÇÃO – Inscrição no ciclo completo de formações – 40€

 

Tânia Costa é professora de Educação Especial, numa escola, em Lisboa, onde exerce trabalho de Avaliação e Intervenção em crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais e Dificuldades de Aprendizagem. É Licenciada em Educação de Infância e Mestre em Educação, na especialidade de Supervisão e Orientação da Prática Profissional. Especializada em Educação Especial desde 2007, nas áreas do Domínio Cognitivo e Motor e Intervenção Precoce, tem-se debruçado sobre o estudo de atividades e estratégias que visem  a promoção de competências sociais e académicas, em crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais e/ou em risco. Investigadora no domínio das Ciências Sociais e Humanas, é autora de artigos relacionados com a inclusão de alunos com NEE, autora convidada do livro “Síndrome de X-Frágil – Pessoas, Contextos e Percursos” e, responsável pela apresentação de várias comunicações em congressos e painéis de formação relacionados com a Educação Especial e a Intervenção Precoce. Colabora com a Clínica da Educação desde 2013 e é formadora convidada do ISMAI, nas unidades curriculares relacionadas com a intervenção precoce e as dificuldades de aprendizagem.

 

 

 

 

botao-inscricao-011-300x78

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*