Défice Cognitivo

defice-cognitivoO Défice Cognitivo consistente com um quadro sintomático de limitações nos âmbitos intelectual e desenvolvimental, tendo em conta não só a criança mas também o seu envolvimento, permite que um dos contextos de intervenção se incida na Escola.

Os Acompanhamentos e Apoios fornecidos pela Educação Especial minimizam a restrição à participação nas actividades característica, adequando metodologias e estratégias facilitadoras quer à compreensão da condição quer à sua aplicação no processo ensino-aprendizagem.

 

Assim sendo, convidamos Sofia Santos para connosco partilhar o seu conhecimento e experiência num encontro que ocorrerá no dia 8 de Novembro 2016  entre as 18:30h e as 20h na Clínica da Educação em Palmela.

 

Objectivos:

  • Entender o Défice Cognitivo
  • conhecer estratégias de intervenção

 

– Inscrição apenas nesta formação – 10€

 

sofia

Sofia Santos é Licenciada em Educação Especial e Reabilitação, Mestre em Educação Especial e Doutora em Motricidade Humana na especialidade de Educação Especial e Reabilitação. Docente da Faculdade de Motricidade Humana, agora da Universidade Lisboa desde 1998, sendo Professora Auxiliar do Departamento de Educação Especial e Reabilitação. É atualmente membro do Conselho Científico da FMH e do Departamento de Educação, Ciências Sociais e Humanidade. Leciona nos cursos de 1º e 2ºciclo de Reabilitação Psicomotora da FMH, como regente de variadas unidades curriculares: Métodos e Instrumentos de Avaliação, Observação Psicomotora, Temas Aprofundados em Populações com Deficiência e Avaliação e Intervenção no Apoio à Vida Independente. Leciona no Mestrado de Educação Especial na FMH e coopera no mestrado de Educação Especial na Escola Superior de Educação de Castelo Branco. Investigadora no domínio das Ciências Sociais e Humana, membro do Centro de Estudos de Educação Especial, é autora de vários artigos e livros e tem-se dedicado ao estudo e validação de instrumentos de avaliação (e.g., Escala de Comportamento Adaptativo, Escala de Intensidade de Apoios) e outros temas no âmbito da Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental. É sócia fundadora da APP (Associação Portuguesa de Psicomotricidade).É, desde 2003, editor-chefe da revista “A Psicomotricidade”, pertencendo igualmente à Comissão Redactorial da “Revista de Educação Especial e Reabilitação”.

Foi distinguida com o International Award da American Association Intellectual and Developmental Disability sendo membro Grupo Internacional de Apoios da mesma Associação.

 

 

botao-inscricao-011-300x78

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*